.

.

seguro de vida.jpg

    Seguro de Vida

 

O Seguro de Vida tem por finalidade principal garantir que a família possa ter recursos financeiros imediatos para seus beneficiários, caso venha ocorrer o falecimento ou invalidez permanente de um de seus membros que seja considerado como um dos seus provedores, ou como um pilar financeiro da mesma.

 

Assim sendo, a perda de uma importante fonte de renda gerada pela ausência desta pessoa, ou por sua incapacidade de trabalho, acabaria tendo um impacto financeiro muito menor no orçamento desta família, já que os mesmos poderiam contar com a indenização do capital segurado contratado em uma apólice de Seguro de Vida.

O Seguro de Vida também facilita o andamento do processo de inventário no caso de falecimento do segurado, sem que os herdeiros sofram a redução do patrimônio, já que são livres de impostos.

Quando não se tem esse planejamento financeiro, cerca de 25% a 30% da totalidade dos bens são consumidos com o imposto ITCMD (4%, para o estado de São Paulo) e com os honorários advocatícios que muitas vezes podem ser até maiores de 20%.

 

Mesmo quando uma pessoa ainda é jovem e mesmo quando a mesma ainda não possua herdeiros, ela pode contratar coberturas para caso venha a ficar impossibilitado de exercer a sua atividade profissional e assim acumular a reserva tão desejada para realização de um sonho ou de uma terceira idade mais tranquila.

Podemos também pensar no Seguro de Vida com o objetivo de sucessão empresarial, no caso de empresas que possuam estruturas familiares no seu quadro societário. Nessa modalidade, a empresa contrata o Seguro de Vida para os sócios, na proporção de cotas que cada um possui na sociedade.

Na ocorrência da morte de um deles, a família recebe a indenização e, como contrapartida, entrega as ações para os demais sócios.

 

Dessa forma, são evitadas situações em que os herdeiros não possuam afinidade com os sócios remanescentes ou quando não tenham qualquer interesse em participar da gestão da empresa.

Quanto mais cedo se contrata um seguro de vida, mais barato ele fica, pois o que determina o valor das parcelas é principalmente a idade de entrada no plano pela pessoa, também chamada de segurado e seu estado geral de saúde, além dos hábitos que possui, como por exemplo, se é fumante ou não, se pratica esportes ou não, etc...

A atividade profissional que a pessoa exerce também é um fator determinante para a precificação do serviço, uma vez que sabemos que dependendo da profissão, os riscos envolvidos acabam sendo maiores, como por exemplo: policial, bombeiro, piloto avião/helicóptero, etc...

 

O Seguro de Vida, além de contar com a cobertura básica de morte por qualquer causa e invalidez permanente do segurado, seja por acidente ou por doença grave, ainda permite que possamos contratar coberturas adicionais como DIT (diária por incapacidade temporária) ou coberturas para Despesas Médicas, ou ainda capitais dobrados no caso de acidentes pessoais (morte acidental ou invalidez por acidente) do segurado. É possível também contratarmos assistências complementares como Auxílio Funeral para o segurado e para seus dependentes.

 

São muitas as possibilidades de contratação, Individual tradicional ou resgatável, empresarial, entre outras, por isso consulte-nos já para realização de uma simulação personalizada.

 

Proteja tudo o que é mais importante para você!